PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FITOTECNIA : [208]

Logo
O Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia da Universidade Federal Rural do Semi-Árido – UFERSA (antiga Escola Superior de Agricultura de Mossoró – ESAM) foi criado oficialmente ao nível de mestrado em junho de 1988 (Homologado pelo CNE, conforme Portaria N° 2.878 de 24/08/2005) e ao nível de doutorado em 23/06/2003 (Homologado pelo CNE, conforme Portaria No 1.919, de 03/06/2005) com os objetivos de qualificar e aperfeiçoar professores para o magistério superior e pesquisadores para atividades de investigação e desenvolvimento, bem como, ampliar o conhecimento profissional de técnicos do setor e adaptar profissionais à nova realidade do mercado de trabalho. Este Programa tem atualmente conceito 5 referendado pela CAPES e compõe-se de uma área de concentração: AGRICULTURA TROPICAL. Aproximadamente 126 alunos estão matriculados no Programa, com a grande maioria com bolsas de estudos concedidas pelas agências oficiais de apoio ao ensino e pesquisa, como a Coordenação de Aperfeiçoamento Pessoal de Nível Superior – CAPES, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq e Fundação da Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Norte – FAPERN. O programa teve um aumento de 50% no seu quadro docente permanente em 2010. O aumento foi motivado pela maior qualificação dos docentes do quadro permanente, uma vez que a porcentagem de doutores com bolsa de produtividade de pesquisa do CNPq passou de 70%, mínimo exigido pela CAPES, para 93,33%. A ampliação proporcionou maior equivalência de docentes por linha de pesquisa e de projetos por linha de pesquisa. Em 2014 são 14 professores permanentes e 5 colaboradores. Com a nova avaliação do CNPq ocorrida em 2013, 5 (cinco) professores do Programa passam de pesquisador nível 2 para nível 1. São eles: Prof. José Francismar de Medeiros (Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1A); Prof. Francisco Bezerra Neto (Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1D); Prof. Glauber Henrique de Sousa Nunes (Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1D), Prof. Paulo Sérgio Lima e Silva (Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1C) e o Prof. Vander Mendonça (Produtividade em Pesquisa 1D). Os trabalhos de dissertação e tese desenvolvidos são em sua maioria, preferencialmente, direcionados para os problemas tecnológicos de frutos e hortaliças do setor produtivo regional, envolvendo pequenos, médios e grandes produtores, associações e cooperativas. Atualmente, as tecnologias empregadas no processo de produção do melão, melancia, mamão, abacaxi, manga, uva e outras fruteiras decorrentes dos trabalhos de pesquisa na região têm contribuído grandemente para o crescimento do agronegócio regional e nacional, gerando consideráveis divisas para região e o país. O Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia titulou até agosto de 2014, 248 mestres e 84 doutores, contribuindo assim para a qualificação de profissionais de diferentes regiões do Brasil. A busca pela qualidade do corpo discente tem sido uma constante no Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia, e tem se baseado exclusivamente no mérito acadêmico e profissional do candidato. Estudantes de todas as regiões do Brasil têm sido recebidos em nosso Programa. O reflexo da qualidade da seleção e do nosso curso tem sido constatado pelo sucesso dos nossos pós-graduandos e egressos que têm obtido êxito nos concursos de instituições privadas e públicas do país. Nos últimos anos o Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia foi avaliado pela CAPES e passou de conceito 4 para o conceito 5 e vem mantendo este conceito até a presente data. Espera-se que com as melhorias que estão ocorrendo no Programa que em breve alcançaremos o conceito 6.

© Todos os direitos estão reservados a Universidade Federal Rural do Semi-Árido. O conteúdo desta obra é de inteira responsabilidade do (a) autor (a), sendo o mesmo, passível de sanções administrativas ou penais, caso sejam infringidas as leis que regulamentam a Propriedade Intelectual, respectivamente, Patentes: Lei n° 9.279/1996 e Direitos Autorais: Lei n° 9.610/1998. Esta obra poderá servir de base literária para novas pesquisas, desde que a obra e seu (a) respectivo(a) autor (a) sejam devidamente citados e mencionados os seus créditos bibliográficos.

Browse
???jsp.search.facet.refine.initials???
???jsp.search.facet.refine.department???
Date issued
???jsp.search.facet.refine.available???
???jsp.search.facet.refine.format???
???jsp.search.facet.refine.access???

Collections in this community